Ursula K. Le Guin - Ciclo Terramar 3 - A Praia Mais Longínqua pdf

 Ursula K. Le Guin - Ciclo Terramar 3 - A Praia Mais Longínqua pdf 



A ÁRVORE DO PÁTIO
No Pátio da Fonte, o Sol de Março brilhava através das
jovens folhas de freixos e ulmeiros, a água erguia-se e voltava a
tombar através de sombras e luz clara. Ao redor daquele pátio sem
cobertura, erguiam-se quatro altos muros de pedra. Para além deles
havia salas e outros pátios, passagens, corredores, torres e,
finalmente, as pesadas muralhas exteriores da Casa Grande de
Roke, capazes de suportar qualquer assalto bélico ou terremoto ou
mesmo o próprio mar, pois não eram construídas apenas com pedra
mas também de indisputável magia. Porque Roke é a Ilha dos
Sages, onde é ensinada a arte mágica. E a Casa Grande é a escola
e o centro da feitiçaria. E o centro da Casa é esse pequeno pátio,
bem dentro das muralhas, onde a água da fonte dança e as árvores
se erguem sob a chuva, o sol ou a luz das estrelas.
A árvore mais próxima da fonte, uma vetusta sorveira brava,
fizera estalar e erguer o pavimento de mármore com as suas raízes.
Veios de um musgo verde-claro enchiam as fendas, irradiando do
trecho relvado que rodeava o tanque. Sentado sobre a ligeira
elevação de mármore e musgo, um jovem seguia com o olhar a
queda do jacto central da fonte. Era já quase um homem, mas ainda
um rapaz. Era esguio, vestia ricamente e o seu rosto dir-se-ia
moldado em bronze dourado, de tão finamente modelado e tão
imóvel.
Por detrás dele, a uns cinco metros talvez, sob as árvores no
outro extremo do pequeno relvado central, estava, ou parecia estar,
um homem. Era difícil ter a certeza naquela alternância vacilante
entre sombra e luz morna. Mas claro que estava, um homem vestido
de branco, de pé e imóvel. Tal como o rapaz observava a fonte,
assim o homem observava o rapaz. Para além do sussurrar das
folhas e do correr da água no seu incessante cantar, não havia som
nem movimento algum.
O homem avançou. Um sopro de vento agitou a sorveira e fez
mover as suas folhas acabadas de abrir. O rapaz pôs-se em pé de
um salto, ligeiro e sobressaltado. Voltou-se para o homem e fez-lhe
uma reverência, dizendo

Download pdf 

Ahmed Zayed

Hello all My name is Ahmed Zayed I am Egyptian.I am very interested about languages, animals,Drawing,Comics and history also I like to write a short stories about our lives I am writing because I would like to share what I am thinking about with people who even far from me and for me this the way that people can communicate so finally I could bring my books over here I wish that every one will read will like and I will support u with many more books I am waiting for your feed back

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem